3.8.08

A MENTIRA

Photobucket

À terceira insistência os joelhos começaram a tremer. Se este tipo me pergunta uma vez mais a profissão vai descobrir que estou a mentir!

- Vous faites quoi? – perguntou o oficial de migração de cabelo à escovinha e bigodinho espigado inquiridor.
- Professor.
- Professor?! De certeza. Não és jornalista nem funcionário dessas organizações humanitárias que andam para aí? – E analisando as 32 páginas do passaporte, quase todas carimbadas, acrescentou desconfiado:
– Viajas muito, para professor…
- Tenho muitas férias… Sou professor em Bissau e regresso a Lisboa por terra para ter a oportunidade de conhecer o seu país. Dizem que é muito bonito…
- Jornalista... não? Nem pouco mais ou menos?

O homem deu-se por contente com a resposta sonsa e carimbou o passaporte sem fazer mais perguntas. Ainda bem para mim. Ser detido para “apuramente da verdade” no bunker préfabricado que demarca o início e o fim de… Marrocos não deve ser a coisa mais agradável do mundo. A paisagem lunar envolvente – rocha e areia –, os 40 graus de temperatura e os dealers que se juntam neste local a traficar, sob o olhar cúmplice das autoridades, todo o tipo de bens (droga, tabaco e automóveis roubados na Europa, por exemplo), fazem-me sempre desejar sair dali o mais rapidamente possível.

Era a terceira vez que entrava no território ocupado do Sahara Ocidental, vindo de Noahdibhou, na Mauritânia. Esta passagem pelo território que Marrocos ocupa e que a Polisário reclama tinha um sabor diferente, a risco e desafio. Havia estabelecido contacto com duas pessoas ligadas à Polisário para uma conversa e eventual entrevista em El Ayun, capital da região.

Entro na sete place, juntamente com outros oito passageiros (sete place, na Mauritânia, é metáfora para neuf place) e seguimos viagem para Dahkla, a mais bonita cidade do Sahara Ocidental.

2 comentários:

Mirela Goi disse...

Parabéns

Adorei seu blog

Bjs

Guilherme Freitas disse...

Muito interessante esta história Jorge. Não sabia que no Marrocos eles tem problemas e averssão a jornalistas estrangeiros. É por isso que leio seu blog, sempre nos tras informações importantes e esclarecedoras. Parabéns. Um abraço.