16.1.08

INFORMALIDADE

Gosto de África por vários motivos. Um deles a informalidade.

Após ter deixado o passaporte por 3 dias, na secção consular de uma embaixada africana, sem que me tenham dado qualquer documento justificativo (nem um recibo), perguntei:

- Então eu fico sem passaporte este tempo todo! Como faço se a polícia me pedir a identificação?

Resposta do consul:

- Dizes ao polícia para ligar para mim. Monsieur Camará, aponta aí o número.

Assim fiz. Não tenho passaporte, mas tenho o número do Sr Camará, que vale muito mais que um documento de 32 páginas, cheio de letras e carimbos!

1 comentário:

Luís Leal Pinto disse...

Estás mesmo em casa! Não há grande diferença entre terras lusas e africanas nesse aspecto... apesar de cá querermos parecer mais civilizados!!!