27.9.07

AFRICA COMEÇA EM LISBOA

Há dois dias, passando por Dacar, em conversa de circustância sobre a TAP e os vôos que naquela cidade aterram provenientes de Lisboa (invariavelmente atrasados) alguém me dizia:

- É que além dos atrasos, a TAP perde imensas malas. Ainda na semana passada um colega meu ficou sem a dele e na anterior uma outra foi violada.

Envergonhado, lá tive que dizer à pessoas que o problema não era nosso, portugueses, era deles, europeus, que pensavam que Portugal ainda era Europa, quando afinal já era África. A fronteira de África, pelo menos a fronteira dos seus aspectos negativos (irresponsabilidade, despotismo, roubos e corrupção) não começa em Marrocos, mas um pouco mais acima, em Lisboa. Querem uma prova do que digo?

AQUI que as coisas não andam famosas no aeroporto de Lisboa

1 comentário:

Boaventura Rodrigues disse...

Eu sou acessador assiduo do seu blog por ter noticias interessantes e problematizar questões relevantes da África,mas, hoje me desiludi com o seu comentario que diz respeito a ineficiencia de serviço prestado pela TAP, uma companhia Europeia que por errar não pode fazer parte da Europa porque os Europeus são perfeitos portanto o nivel da Tap é africana.
Mesmo sem querer é natural do ser humano tirar conclusões sobre o outro, e eu nesse caso te vejo como um Europeu diferente que não vê os problemas da africa nos é apresentada pelamidia manipuladora mas sim o que esta na origewm dos problemas que não verdade são orquestrada pelos interesses ocidentais.
Espero que isso seja só um erro e não uma concepção, porque quem trabalha erra e a pratica nos aperfeiçoa.
Atenciosamente

Boaventura