24.2.08

SARKOZY – O MALCRIADO

Enquanto estagiário de diversos órgãos de comunicação eborenses acompanhei múltiplas visitas de dirigentes políticos portugueses de visita ao Alentejo. De todas as visitas guardo com especial carinho duas passagens de Paulo Portas pela Praça do Geraldo. Provocação é a classificação mínima que se pode dar à passagem de um político conservador por um local onde só “pousam” comunistas e socialistas.

À provocação de Portas, os reformados alentejanos respondiam com uma indiferença altiva e perversa.

Quando Portas se aproximava com a sua pose de estadista, cheio de si, e perguntava:

- Muito bom dia… posso cumprimentá-los?

A reacção dos velhos alentejanos era um aperto de mão fugidio, desinteressado, prosseguindo a conversa que mantinham antes da inoportuna interrupção como se por ali tivesse passado o Zé Manuel da taberna da esquina.

Só por uma vez vi um desses velhotes, que enganam os dias na Praça, encolher o braço à passagem do líder do PP. Portas não se deixou intimidar. Prosseguiu como se nada fosse. A atitude do velhote, insólita, prova que mesmo não gostando não há lugar a más-criações para aqueles lados.

Vem esta conversa a propósito da “última” de Nicolas Sarkozy, presidente francês. Já conhecido pelo seu mau génio, o chefe de Estado playboy maltratou um visitante de uma feira, só porque este fugiu dele (Sarkozy) pedindo que não lhe tocasse porque o sujava. O vídeo pode ser visto AQUI. Esperemos que sirva de inspiração aos reformados eborenses, da próxima vez que Portas por lá passar.

1 comentário:

Alentejano hemodialisado disse...

Por acaso também vi isso num telejornal de uma televisão espanhola.E isso do Paulo Portas e dos alentejanos é assim tal e qual em todo o Alentejo!Acho que o que vai "queimar" o Sarkozy é a sua arrogância e falta de educação.Esquece-se que no fundo em França ele também é filho de imigrantes.As figuras tristes que tem feito vão acabar com ele.